Propostas para o Governo 2015/2018

[-] Texto [+]
01/10/2013 | Autores: Fabio Giambiagi e Claudio Porto
A economia brasileira pode ingressar em um terreno delicado nos próximos anos. Ao mesmo tempo em que as evidências comprovam que na última década o país desfrutou anos de acúmulos de melhorias, consolidando a estabilidade, reduzindo passivos macroeconômicos, melhorando a distribuição de renda e acelerando o desenvolvimento, avolumam-se os sinais de que se aproxima o fim do ciclo de aceleração do crescimento inaugurado em 2004. Questões como baixas taxas de investimento e poupança doméstica, investimento público insuficiente, forte crescimento do gasto de custeio público, elevada carga tributária e evolução do produto potencial inferior às necessidades de crescimento mais intenso evidenciam que o País fez menos que o mínimo necessário para se preparar para uma melhor inserção em um mundo crescentemente competitivo.
No contexto deste cenário o livro "Propostas para o Governo 2015-2018 - Agenda para um País Próspero e Competitivo" (editora Elsevier) organizado pelos economistas Fábio Giambiagi e Claudio Porto traz 24 artigos de 40 especialistas que apontam sugestões de políticas públicas para que o país possa enfrentar a agenda do desenvolvimento. Com base em diagnósticos os especialistas indicam caminhos para o país retomar, na segunda metade da década, a trajetória de crescimento sustentável, reforçando a estabilidade macroeconômica por meio de uma condução mais firme da política fiscal e do aprimoramento do combate à inflação, aumento do investimentos em infraestrutura, elevação da poupança doméstica - com destaque para a poupança pública - e melhoria acelerada de qualidade da educação.

O desafio de elevar a produtividade nos próximos anos, contudo, dependerá fundamentalmente de liderança política e melhoria da qualidade e solidez das instituições, ressaltam os organizadores, para quem a origem de vários problemas está no fato de frações expressivas das lideranças políticas terem abdicado de liderar a agenda de reformas nos últimos anos.

Baixe o prefácio do livro no link abaixo.