Macroplan na mídia

Marconi cobra empenho e vigilância para que Goiás cresça em inovação

Compartilhe
O governador Marconi Perillo comandou a 8ª reunião do programa Goiás Mais Competitivo de Inovador, com a presença de secretários de Estado, presidentes de agências, superintendentes, que são considerados como ‘alta cúpula’ da administração estadual. “O mais importante é a agenda”, disse Marconi na reunião, acrescentando que é preciso continuar a vigilância para que Goiás consiga crescer ainda mais no aspecto da competitividade e da inovação.

Dos 14 indicadores econômicos e sociais monitorados pelo Programa Goiás Mais Competitivo e Inovador (GMCI), da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), foram registrados avanços significativos em oito deles nas áreas da segurança pública, saúde, educação, saneamento básico, infraestrutura de transporte rodoviário e da conectividade do cidadão goiano.

Foram apresentados os resultados da Saneago, Agehab, Secretaria de Governo, Educação e Segurança Pública. Também ficou definido que haverá reuniões setorizadas com os conselhos da Saneago e da Agehab, para apresentação das metas de expansão dos serviços de água e esgoto e a construção de 30 mil casas populares no biênio 2017/2018. De acordo com números da consultoria Macroplan, das 14 metas pactuadas pelo Estado em 2015, houve avanços em oito delas.

Os dados oficiais, monitorados pela Superintendência de Planejamento da Segplan com o acompanhamento técnico da consultoria Macroplan, foram divulgados na manhã desta quarta-feira (9/8) em reunião de Governança presidida pelo governador Marconi Perillo, com todo o secretariado, presidentes de empresas públicas e autarquias. O encontro foi realizado na Sala de Situação do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia.

Numa visão retrospectiva, de acordo com a Segplan e a Macroplan, de 2014 para 2015, em Goiás evoluiu-se no ranking da competividade nos indicadores como, mortes em decorrência de acidentes de trânsito, incidência de crimes contra a vida, mortalidade infantil, acesso à educação infantil, qualidade do aprendizado dos alunos da rede estadual, acesso das famílias ao esgotamento sanitário básico adequado, qualidade da infraestrutura de transporte rodoviário e conectividade (internet) dos cidadãos goianos.

O governador Marconi Perillo mostrou-se satisfeito com o balanço dos programas do Goiás Mais Competitivo e Inovador e disse que dos 213 encaminhamentos feitos nas reuniões de força-tarefa do Programa apenas 17% ainda não foram concluídos. Por isso, solicitou ao titular da Segplan, Joaquim Mesquita, que realize, ainda esta semana, reuniões com os secretários da Educação, Segurança Pública e com os diretores da Saneago e da Agehab para acelerarem as obras nestas áreas.

Ele disse também que está no radar dele e do vice-governador José Eliton a necessidade de o Governo do Estado criar e disponibilizar mais recursos para acelerar investimentos em obras e serviços. Daí, lembrou a importância da Aliança Municipal pela Competitividade que o Estado firmou com os municípios para priorizar os programas que visam melhorar os indicadores econômicos e sociais do Estado.

O Governo também já assinou convênios com 66 municípios goianos, a meta é abranger todos os 246, que visam o investimento total de R$ 500 milhões. As principais propostas dos municípios são para investimentos em pavimentação/recapeamento, em obras civis, na compra de máquinas e equipamentos e outros veículos.

Na próxima semana, o governador Marconi e o vice-governador José Eliton voltarão a se reunir com o secretariado e presidentes de empresas e autarquias para dar prosseguimento ao encontro desta quarta (9) e definir os encaminhamentos de cada órgão.

Adicionar comentárioO seu e-mail não será publicado